29 de fevereiro e 0.0 HunabKu 21

O dia 29 de fevereiro é fruto de uma espacialização do tempo. Num ano bissexto, a Terra não dá um giro a mais, ela simplesmente continua girando como em todos os anos, e 365 giros continuam formando o ciclo de 1 ano.

O tempo deve ser estudado com atributos do tempo, e o espaço com atributos de espaço.

O tempo cósmico não usa relógio. O tempo cósmico não acumula 0,2422 hora/ano para que a Terra dê um giro extra a cada 4 anos. O tempo cósmico é agora, e a Terra está girando como sempre. (Alô, terraplanistas aí?)

Virtualmente, no mundo digital, um dia de 29 de fevereiro muitas vezes não é nem considerado.

Se um aniversário é marcado a cada 365 dias, e o Joãozinho nasceu no dia 1º de janeiro. Ao completar 4 anos, Joãozinho já viveu um ano bissexto de 366 dias no calendário gregoriano. Isso faz com que o aniversário seja transportado para 31 de dezembro para respeitar o ciclo de 365 dias?

Não. Seguindo esta lógica, quando completássemos 52 anos nosso aniversário real aconteceria 13 dias antes da data que realmente consideramos, Joãozinho estaria aniversariando em 19 de dezembro. Uma confusão completa, a maior especialidade do calendário gregoriano.

Mesmo que, na contagem gregoriana, tecnicamente consideremos um ano solar como 365 dias, e a cada 4 anos tenhamos um dia a mais, nosso aniversário segue fixado a uma data, uma “pasta de memórias” no disco rígido da nossa mente.

Ou seja, novamente o que nos interessa num calendário é medir o movimento do TEMPO passado, e não do espaço percorrido. E o tempo é observado principalmente pela mente.

Se não existissem calendários, você provavelmente comemoria seu aniversário através da observação solar, e ainda assim isso estaria sujeito a relatividades.

O DIA NULO, 0.0 HUNAB’KU 21

No Sincronário de 13 Luas de 28 Dias, quando temos um dia 29 de fevereiro no gregoriano (sempre entre Dali 22 e Seli 23 da 9ª Lua), um dia nulo é adicionado. Este dia é chamado de 0.0 Hunab’Ku 21.

Para ser mais preciso, o dia 0.0 Hunab’Ku 21 não está dentro de uma das 13 Luas, nem dentro de uma semana, e também não possui um Kin, pausando o giro de 365 e o giro de 260.

Ele funciona de maneira similar ao Dia Fora do Tempo, este, porém, ainda possui um kin e é vital para o funcionamento do sincronário.

Ops! Então quer dizer que o sincronário está em um giro dentro do próprio calendário gregoriano?

Sim e não.

Existe algo dentro do sistema global atual que não esteja sujeito à influência do calendário gregoriano?

Mesmo as civilizações que mantiveram seus calendários tradicionais e religiosos usam o calendário gregoriano como instrumento para sincronizar sua economia.

O sincronário de 13 Luas de 28 Dias propõe um caminho alternativo, porém ainda em desenvolvimento, aperfeiçoamento e expansão. Portanto, para que as datas gregorianas possam continuar sendo “traduzidas” para a contagem 13:28, esta arbitrariedade ainda é necessária.

Trata-se de HARMONIA para a MENTE, um sistema de contagem cíclico e perpétuo, e dentro dos seus objetivos está: resgatar a percepção do tempo em sua natureza, que é temporal (365d), e não espacial, desconsiderando o poder do relógio (360º).

Seguindo a linha de pensamento de que criamos nossa própria realidade de acordo com o que escolhemos perceber, a realidade do dia de hoje (29nde fevereiro) no Sincronário é nula, com objetivo de estabelecer um sistema mental lógico e harmônico para a contagem dos dias, e que isso se mantenha acessível para todos que ainda não tenham encontrado este conhecimento.

Afinal, somos nós que numeramos os dias ou são os dias que já vêm numerados?

Os antigos maias tinham ciência de que a Terra girava pouco mais de 360º ao ano, e mesmo sem adicionar um sistema de anos bissextos em seus aproximadamente 17 calendários/sincronários, realizaram medições astronômicas fantasticamente precisas, apenas através da observação, sem o uso da tecnologia como conhecemos hoje.

A responsabilidade da escolha é de cada um de nós. Contar o tempo em dias ou em graus?

AFIRMAÇÃO GALÁCTICA DO 0.0 HUNAB’KU 21

Eu coordeno com o fim de potencializar
Enumerando a totalidade
Eu selo o cosmos da unidade
Com o tom galáctico do vazio
Sou guiado pelo próprio poder duplicado
Eu sou o ativador de todos os portais galácticos, entra por mim

Esta página foi importada de uma publicação da nossa página no Facebook e será atualizada em breve.