04. Autoexistente

sobre-autoexistente

TOM 04
PODER – Define
AÇÃO – Mede
ESSÊNCIA – Forma

O Tom Autoexistente (em Maia: Can) representa as quatro direções, as quatro estações, os quatro elementos, os quatro membros (braços e pernas), as quatro câmaras do coração humano, os quatro lados do tetraedro. O número quatro entrega a estrutura para a terceira dimensão; ele oferece a dupla estabilidade e fornece uma criação uniforme baseada na própria ordem natural.

O tom 4 representa o papel essencial da definição em nossas vidas. Quando auxiliada por informações precisas, a claridade é formada e a direção é revelada. Sem fatos concretos, a vida se torna nublada e confusa. Planos se enfraquecem quando são baseados em especulações ou boatos. Portanto, esse tom nos induz a questionar: o quê, onde, quando, por que e como; nos induz a definir detalhes, especificar, determinar parâmetros e medir possíveis cenários. Planeje e sonhe com a estrutura que você almeja!

A sabedoria desse tom ajuda o nosso desenvolvimento ao observarmos que, quando registramos fórmulas para a criação de algo, os outros podem replicá-las, baseando-se em nossos valores.

Lembre-se de suas definições cotidianas e construa suas próprias percepções, que dão forma ao mundo. Todos nós funcionamos como sistemas abertos, portanto somos capazes de reestruturar nossas perspectivas e transformar a nossa realidade!

A forma ideal emerge quando entregamos nosso propósito e desejos ao Plano Maior e nos tornamos receptivos e confiantes em relação à forma que é canalizada através de nós. Use o poder da definição para ver, compreender e relacionar-se com a vida mais autenticamente. A medida lhe permite ver a dimensão das coisas e lhe dá poder de discernimento, para que manifeste seu alinhamento correto.

O que o Tom Autoexistente diz sobre mim?

Se esse tom faz parte da sua assinatura galáctica, o texto abaixo pode ser útil para você! Descubra a sua assinatura galáctica aqui.

O Tom 4 representa o princípio da medida. O presente da sua identidade cósmica é acessar o poder da estrutura.

Ative seus poderes autoexistentes honrando a importância da forma e da definição, sendo um artista da alquimia, medindo suas palavras e ações, trazendo claridade e foco, fazendo observações detalhadas, análises críticas e articulações precisas; aderindo aos formatos existentes mas ainda assim sendo inventivo em novas formulações quando esse for o seu papel; valorizando a precisão e a consistência em você e nos outros, sendo sensível às configurações sutis criadas a partir do arranjo de energias, pessoas e objetos; reconhecendo que as definições mentais que carregamos afetam as percepções e experiências do mundo ao nosso redor; celebrando a capacidade de se transformar.

Todos os Tons

  • Esse conteúdo foi útil?
  • Sim   Não

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *