Os 13 Tons Galácticos

Os 13 Tons Galácticos

O conhecimento do calendário maia faz parte de um sistema matemático, numerológico, geométrico, astrológico, psicológico e poético. Ao unificar matemática e poesia, as relações energéticas entre as coisas começam a ser compreendidas.

Uma das bases desse conhecimento é que nada está sozinho, nada é por acaso, as coisas expressam exatamente o que são.

Quando entendemos a realidade como numerologia, acabamos conhecendo muito sobre psicologia e poesia. Os números são energias, e energias têm movimento. Portanto, os números e energias não são estáticos, estão em movimento constante, produzindo relações com os demais ao redor.

Por isso a linguagem numerológica é poética, pois nada é estático. As suas descrições e significados também devem ser poéticas porque tudo é sempre dinâmico.

Por exemplo, na perspectiva do número 0, o 4 é o quarto número à frente, mas se olharmos da perspectiva do número 2, o número 4 é o segundo à frente. Ou seja, “o número 4 nunca é apenas número 4“, mas ele funciona como “número 4” no momento, pois está contrastando com outros números ao redor.

Ao estudar o significado de cada número, é possível tirar deduções lógicas e prever comportamentos. Veremos que os maias propõem possibilidades que abrem as portas do estudo racional, matemático e poético de todas as coisas, criando um significado e uma interpretação para cada número envolvido.

As 13 articulações do corpo

Sendo um instrumento extremamente harmonioso, o Calendário de 13 Luas e seus ciclos numéricos representam a perfeição divina. Os maias acreditavam que certos números são sagrados e carregam energias dentro de si.

O número 13 era um deles, e não é atoa que ele é o protagonista de muitos ciclos e muitas combinações matemáticas envolvidas nos sistemas do Calendário.

Assim como os 13 Tons Galácticos dão movimento e forma aos Selos, possuímos em nosso corpo 13 articulações principais que dão movimento ao nosso corpo físico. Cada uma delas é simbolizada por um Tom, e é altamente recomendado focalizar nesses pontos do corpo em suas meditações diárias. Confira abaixo:

13 Tons e 13 articulações do corpo - Tzolkin

Os 13 Tons

As qualidades representadas por cada um dos 13 tons são independentes e complementares. Cada tom tem a sua função, portanto nenhum pode ser excluído, senão o circuito é rompido e a energia não regenera, não completa seu ciclo.

Os Tons expressam níveis de interação, absorvem as energias vindas dos Selos e manifestam elas de treze maneiras diferentes, dependendo do seu poder, ação e essência. Representam também o desenvolvimento de um processo humano dividido em 13 níveis.

Para representar os Tons, utiliza-se o sistema de numeração maia, em pontos e barras, onde cada ponto equivale a uma unidade e cada barra equivale a cinco unidades. Coloca-se sempre as barras abaixo dos pontos, como se fossem níveis.