Introdução

Seja bem-vindo ao Tzolkin

Nós somos o maior portal brasileiro sobre o Calendário de 13 Luas na internet. Se você já conhece ou não o Calendário, de qualquer forma você está no lugar certo.

Temos as melhores ferramentas para auxiliar os seus estudos sobre uma nova visão do tempo e facilitar a sua sincronização galáctica.

Vamos começar?

Num primeiro momento, o sistema do Calendário de 13 Luas pode parecer extremamente complexo e desafiador, “coisa de outro mundo”.

Entretanto, quando você começar a praticar passará a notar que todo o seu controle sobre o tempo tende a fluir mais naturalmente, pois seguirá uma lógica mais harmoniosa e artística.

Para conseguir entender exatamente por que ele existe, como ele funciona e como dominar os conhecimentos envolvidos aqui, é preciso esclarecer primeiro algumas dúvidas básicas como:

  • Por que usar um calendário de 13 luas?
  • O que é o Calendário de 13 Luas?
  • Qual a teoria por trás do Calendário?
  • E o que é Tzolkin???

Por que usar um calendário de 13 luas

Atualmente a nossa sociedade utiliza, em sua maioria, o Calendário Gregoriano para controlar o tempo. Ele foi estabelecido no Vaticano pelo Papa Gregório XIII, por isso leva esse nome.

Antes disso, a palavra “calendário” nem mesmo existia. Esse termo vem da palavra “calenda”, que significa “livro de cobranças“, pois ele era utilizado pela monarquia no início da civilização para arrecadar impostos a favor do rei.

O Calendário Gregoriano é composto por 12 meses irregulares e desarmoniosos com diferentes números de dias em cada mês. Em alguns temos 28 dias, em outros 30, outros 31…

Além disso, os nomes de cada mês nem mesmo correspondem ao seu significado:

O mês de julho, por exemplo, foi nomeado dessa forma para homenagear Júlio César, líder romano. Agosto, que antigamente tinha o nome “Sextil”, teve sua nomenclatura alterada porque Augusto César queria um mês com seu nome também.

Além disso, não podemos esquecer de mencionar que Setembro significa sete, mas é o nono mês. Outubro significa oito e é o décimo. Novembro, nove; mas é o décimo primeiro. E dezembro, o décimo segundo mês, significa dez. Não faz sentido!

O nosso calendário é totalmente desregulado e sem sincronia, e foi alterado diversas vezes durante a história para agradar aos interesses políticos e econômicos dos imperadores.

A chamada Frequência 12:60

De acordo com a Fundação Lei do Tempo, responsável pela criação do Calendário de 13 Luas, essa forma de medir os meses e anos através do calendário gregoriano causa uma alteração vibracional no estado dos seres humanos.

Nosso relógio biológico e a nossa percepção temporal, que foram feitos para estar em harmonia com a natureza e, portanto, com o universo, aderem a um sistema que não é natural e lógico. Isso, portanto, altera nossa frequência.

Se o calendário que seguimos é artificial, irregular e mecanizado, nossa mente acaba absorvendo essas características. E como o mundo é apenas um reflexo da nossa mente, ele acaba se tornando artificial, irregular e mecanizado também.

Quando seguimos o Calendário Gregoriano, passamos a entrar no que chamamos de Frequência 12:60, uma frequência artificial provocada pelos seus 12 meses irregulares com diferentes números de dias e seus 60 minutos marcando cada hora (um conceito que não existe no novo Calendário).

O resultado disso para a humanidade é viver fora da sua frequência ideal e fora da sincronia natural provocada pelos ciclos e padrões do nosso sistema solar.

Acabamos criando uma sociedade que vive para pagar contas de 30 em 30 dias; completamente materialista, dominada pelo dinheiro e pelas máquinas. A partir desses desequilíbrios, criamos guerra, desigualdade social, poluição ambiental, produção de armas e bombas, consumismo…

Sintonize-se com a Frequência 13:20

O Calendário de 13 Luas é o instrumento perfeito para ordenar o nosso tempo, a nossa mente e a nossa realidade, pois ele foi construído baseado em ciclos naturais, e é um padrão harmônico para a medida do tempo e para a sincronização global.

Um exemplo desses ciclos biológicos é o ciclo menstrual da mulher, que dura 28 dias. Esse calendário respeita isso.

A Frequência 13:20 é criada graças à harmonia do Sincronário, que possui 13 meses com 28 dias exatos.

Uma observação importante é que a Frequência 13:20 não deriva dos 13 meses de 28 dias, mas sim do módulo harmônico estabelecido na Matriz Sagrada do Tzolkin, que funciona paralelamente ao Calendário.

Ao entrar na frequência 13:20, você estará no lugar certo e na hora certa, encontrando as pessoas certas e fazendo a coisa certa. Nessa frequência, um relógio se torna inútil para qualquer pessoa, pois o relógio biológico começa a entrar em ação.


Confira abaixo os ciclos mais simples que você precisa conhecer para entender o funcionamento do Calendário de 13 Luas. Existem ainda outros ciclos mais complexos que você pode aprender mais tarde.

Ciclos básicos do tempo

Assim como no Calendário Gregoriano, o Calendário de 13 Luas também usa o conceito de semanas para fracionar o tempo dentro de cada mês.

Todos os ciclos do calendário são elegantes e simples, e assim como já estamos acostumados, as semanas (que são chamadas de heptais) também são compostas por 7 dias.

Ciclos básicos do tempo: Heptal

Os nomes Dali, Seli, Gamma, Kali, Alpha, Limi e Silio são plasmas radiais que representam os nomes dos dias da semana (correspondem aos já conhecidos dias “Domingo”, “Segunda”, etc).

Também de forma similar ao Gregoriano, temos 4 semanas por mês, totalizando meses de exatos (4 x 7 =) 28 dias, os quais chamamos de Luas.

Ciclos básicos do tempo: Lua

Esse é o padrão de todos os meses no Calendário, todos com o mesmo número de dias, fugindo da irregularidade de 28, 29, 30 e 31 dias do Gregoriano.

No Calendário Gregoriano é impossível prever qual será o dia da semana em determinado dia do mês. No Calendário de 13 Luas, isso é possível.

Todo dia 1, 8, 15 ou 22 será sempre Dali.
Todo dia 2, 9, 16 ou 23 será sempre Seli.

E assim por diante.

Cada um dos 4 heptais (semanas) é representado por uma cor. Cada cor tem um significado, e elas sempre aparecem na mesma ordem (vermelho, branco, azul, amarelo…), pois se baseam no ciclo padrão de 4 unidades que chamamos de Harmônicas.

Cada um dos 4 heptais (semanas) tem um poder único:

  • Heptal 1 (Vermelho): Conhecimento, iniciar, visão. Também representa o Leste, o momento de INICIAR a busca do conhecimento, explorando o exterior.
  • Heptal 2 (Branco): Humildade, refinar, meditação. Também representa o Norte, o momento de REFINAR os conhecimentos obtidos e internalizá-los na memória.
  • Heptal 3 (Azul): Paciência, transformar, conduta. Também representa o Oeste, o momento de, com paciência, TRANSFORMAR os conhecimentos e atuar coerentemente com a sabedoria adquirida.
  • Heptal 4 (Amarelo): Poder, amadurecer, fruto. Também representa o Sul, o momento em que conquistamos o PODER para colher os frutos de nossas ações. Agora é momento de doar os conhecimentos para que todos possam usufruir deles.

Todas essas características são ferramentas que podemos usar para nos guiar ao longo do mês. Refletir sobre seus significados pode trazer visões de um propósito maior para o período em que você está passando.

Considerando que todos os meses (luas) possuem 28 dias e um ano (Anel Solar) possui 13 luas, uma representação do Calendário de 13 Luas completo seria assim:

Ciclos básicos: ano

Perfeito, não?

No Calendário Gregoriano o ano e os meses sempre começam num dia da semana imprevisível e temos que comprar um novo modelo de calendário todos os anos. O Calendário de 13 Luas possui um modelo perpétuo.

Os números menores abaixo de cada dia são as datas correspondentes ao Calendário Gregoriano. Perceba que o primeiro dia do ano tem o número 7-26 abaixo. Esse número corresponde ao dia 26 de julho.

Toda e qualquer data do Calendário da Paz equivale a um dia específico do Calendário Gregoriano, e vice-versa.

Se por acaso precisássemos converter essa data para a data no Calendário da Paz, diríamos que 26 de julho é o dia 1.1, o primeiro dia da Lua Magnética.

O dia 23 de agosto, por exemplo, seria 1.2, o primeiro dia da Lua 2, a Lua Lunar.

Perceba que nesse calendário temos 13 luas de 28 dias e 52 semanas de 7 dias. Esses números multiplicados resultam em 364. Mas e quanto ao dia número 365? Ele é o que chamamos de Dia Fora do Tempo e equivale, de certa forma, ao nosso Ano Novo.


O uso do Calendário de 13 Luas mudará a sua percepção do mundo, e, a partir disso, você mudará o mundo através da sua percepção.

A harmonia se instalará em sua vida e a paz será uma realidade. Pode ter certeza de que funciona. É só experimentar.