Perguntas Frequentes

As perguntas mais frequentes sobre o universo da numerologia maia, do Calendário de 13 Luas e do Tzolkin.

Perguntas objetivas e respostas curtas para solucionar suas dúvidas. Todas as perguntas contam com links para que você possa ler informações mais completas.

O que é esse site?

O Tzolkin.com.br é o maior portal brasileiro sobre o Calendário de 13 Luas. Estamos sempre evoluindo em busca de mais conteúdos para facilitar o seu aprendizado e a sua sincronização.

O que é o Calendário de 13 Luas?

Um instrumento da nova era para que toda a humanidade consiga voltar ao ritmo natural do ser humano, saindo da artificialidade provocada pelo Calendário Gregoriano de 12 meses. Sobre o Calendário de 13 Luas.

Por que 13 luas e 28 dias?

O Calendário de 13 Luas usa como base as treze voltas que a Lua dá ao redor da Terra ao longo de um ano, que duram em média 28 dias. 13 x 28 totaliza 364 dias. O 365º é o Dia Fora do Tempo, equivalente ao nosso Ano Novo.

Como posso começar a me sincronizar?

Clicando no link de Introdução você terá acesso a um resumo bem didático para começar a entender o funcionamento do Calendário. Comprar o Sincronário (agenda que marca os dias no Calendário de 13 Luas) na página oficial do Sincronário da Paz é a maneira perfeita para manter controle do tempo natural.

O que é um Kin?

Um Kin representa uma unidade na numerologia maia, um dia. Na matriz do Tzolkin existem 260 kins codificados pela junção de um Selo Solar e um Tom Galáctico. Cada um de nós carrega um Kin de acordo com a nossa data de nascimento. Descubra o seu kin.

O que é Tzolkin?

Tzolkin é um calendário sagrado dos antigos maias com 260 dias representado por uma matriz de 20 linhas e 13 colunas. O Tzolkin oferece um controle da quarta dimensão do tempo, nos permitindo entrar em contato com as energias do universo. Sobre a matriz do Tzolkin.

O que é um Selo Solar?

Os 20 Selos Solares são arquétipos que representam as principais energias do Universo. Saiba mais.

O que é um Tom Galáctico?

Os 13 Tons Galácticos alteram a forma como os Selos Solares se manifestam diariamente, criando mais possibilidades de interação entre as energias. Além disso, eles são usado para medir o período de uma Onda Encantada. Saiba mais.

O que é uma Onda Encantada?

Mais um dos diversos ciclos do sistema do Tzolkin, este com uma duração de 13 dias (pode ser usado também para medir 13 anos) e nos dá informações sobre a forma como as energias de manifestam durante cada período. Saiba mais.

Por que o 29 de fevereiro não existe no Calendário de 13 Luas?

O Dr. José Argüelles explica que acomodar o dia 29 de fevereiro subtrairia um dia à contagem dos Detentores-do-Ano, subvertendo a harmonia do sistema das 13 luas. Pelos textos dos livros maias de Chilam Balam se torna claro que o dia extra do ano bissexto nunca era considerado.

Lloydine, esposa de Argüelles, diz que a razão para neutralizar o dia 29 de fevereiro como Dia Hunab’Ku é manter a precisão matemática das famílias terrestres e seu padrão de sincronização solar-galáctico de 52 anos. De acordo com ela, embora a contagem dos dias possa parecer interrompida, a matriz radial de sincronicidade permanece intacta.

Quais os benefícios do uso do Calendário de 13 Luas?

Ao seguir o Calendário de 13 Luas, sua frequência corporal é alterada. Sua maneira de controlar o tempo passa a ficar mais harmoniosa. Sua consciência aumenta e seus relacionamentos pessoais têm mais harmonia com o fluxo da vida.

Terá experiências de sincronicidade e alinhamento, além de participar de uma comunidade global de pessoas que buscam o despertar da consciência humana.

John Major Jenkins diz:

“Quando se segue a pista do Tzolkin e a contagem de dias de 13×20 durante tempo suficiente, observando cuidadosamente como eles padronizam acontecimentos do nosso dia-a-dia, começa-se a ver que eventos aparentemente sem ligação – tanto no espaço como no tempo – estão na verdade muito estreitamente ligados entre si”.

De onde vêm os animais de cada uma das 13 Luas?

Os 13 animais-totem de cada Lua correspondem à sequência das 13 maiores constelações redescobertas e apresentadas por Hugh Harlston em El Zodiaco Maya. Através do estudo desses animais numa perspectiva biológica, é possível encontrar significados mais profundos dos poderes das 13 luas.