O Calendário de 13 Luas

O Calendário de 13 Luas é um instrumento sincrônico e harmonioso que foi criado para substituir o Calendário Gregoriano de 12 meses (utilizado pela maior parte da nossa sociedade).

Assim como o Gregoriano, o Calendário de 13 Luas também usa conceitos como dias, meses e anos. Esses ciclos funcionam de forma similar ao que já conhecemos, apenas possuem nomenclaturas diferentes e se baseiam em uma lógica muito mais harmoniosa e natural.

Como o Calendário funciona?

Para começar a entender como tudo isso funciona, pense nos ciclos temporais do nosso sistema solar.

Como já sabemos muito bem, a Terra demora 365 dias para dar uma volta completa ao redor do Sol. Chamamos isso de ano, ou, nas 13 Luas, de Anel Solar.

Enquanto nosso planeta percorre esse trajeto, a Lua dá exatamente 13 voltas de 28 dias ao redor da Terra.

Na verdade, esses 28 dias são uma média dos diferentes ciclos da Lua, que podem levar 29,5 dias (ciclo sinódico) ou 27,1 dias (ciclo sideral). Mas não se preocupe com esses números, utilizamos apenas o padrão 28.

O ciclo de 28 dias também é conhecido por sincronizar-se com o ciclo menstrual da mulher.

Sabendo que esses são os principais ciclos que rodeiam o nosso planeta, o Calendário de 13 Luas propõe que toda a humanidade possa sintonizar-se com esses padrões naturais.

Os 13 ciclos de 28 dias passam a funcionar como meses perfeitos (sem a habitual confusão de 30 e 31 dias do Calendário Gregoriano).

Além disso, dentro de um mês com 28 dias podemos encaixar 4 semanas perfeitas de 7 dias que nunca ficam incompletas ou divididas.

Quem criou o Calendário de 13 Luas?

O Calendário de 13 Luas foi criado pela Fundação Lei do Tempo, uma organização sem fins lucrativos que trabalha pela disseminação da cultura e da paz ao redor do mundo.

A Fundação existe desde o ano 2000, mas os estudos sobre o Calendário de 13 Luas e a matriz do Tzolkin estão em atividade desde 1990.

O Ano Novo das 13 Luas

Se você fez as contas, deve ter reparado que, se possuímos 13 meses com 28 dias cada, no final do ano acabamos percorrendo (13 x 28 =) 364 dias, e não 365.

O 365º dia, por consequência, é o que chamamos de Dia Fora do Tempo, um dia inteiro para descansar, celebrar, purificar e liberar.

Ele funciona como o Ano Novo que já conhecemos, mas é um dia que fica localizado fora da matriz principal 13×28 do Calendário, para que o padrão seja mantido.

O Dia Fora do Tempo acontece em todo dia 25 de julho, também conhecido como o Dia Mundial da Paz. O Anel Solar do Calendário de 13 Luas começa no dia seguinte, equivalente ao dia 26 de julho, e segue até chegar no dia 24 de julho do ano seguinte.


A partir dos ciclos naturais apresentados aqui, qualquer outro calendário do mundo pode ser sincronizado também.

Você já pensou como o seu orçamento mensal (ou qualquer outro tipo de planejamento e administração) pode ficar muito mais simples a partir desse sistema harmônico?